FraseDefendaCaixa-600x400.jpg

Ato em Brasília, nesta terça-feira, pede manutenção da Caixa 100% pública

27/11/17 12:48 /

 

A Contraf-CUT, a Fenae e as demais entidades que compõem o Comitê Nacional em Defesa da Caixa realizarão na terça-feira (28) um ato em frente à matriz do banco, em Brasília, para mobilizar os empregados na luta pela manutenção do caráter 100% público da Caixa. A atividade terá início às 11h.

“Queremos convocar os colegas bancários para que participem esse importante ato. Só com a mobilização de toda a categoria será possível barrar os planos do governo para diminuir, fatiar e privatizar a Caixa. Os 90 mil empregados também serão essenciais para conscientizar os clientes e os usuários”, afirma Jair Pedro Ferreira, presidente da Fenae.

“Mais do que defender os empregados da Caixa, nossa intenção é defender o banco enquanto instituição que atende as demandas da população, principalmente com financiamentos para a construção de moradias populares. O governo Temer está promovendo diversas mudanças na Caixa e retirando capital do banco, o que praticamente impede investimentos em habitação e em outras áreas sociais”, explicou Fabiana Uehara Proscholdt, secretária de Juventude da Contraf-CUT e empregada da Caixa.

“O verdadeiro desmonte que o governo está promovendo na Caixa tem o claro objetivo de torná-la menos eficiente no atendimento à população e na execução das políticas públicas, principalmente às voltadas à área habitacional. Assim, quando colocar em prática seu plano de privatização do banco, haverá menos reclamações e muita gente ainda fará coro dizendo ‘tem que privatizar mesmo’. O que o governo quer é prejudicar a imagem do banco. Temos que nos unir na defesa da Caixa 100% pública” completou Fabiana Uehara.